Eventos /  Seminário la la-ticket green  /  Literatura

Seminário Leituras & Ações Feministas

Descrição

Feminismo Negro: contribuições e críticas políticas ao feminismo hegemônico.

O Movimento Feminista Mineiro Quem Ama Não Mata (QANM), dando prosseguimento às suas atividades político-culturais contra toda forma de violência à mulher, realiza o Seminário Leituras & Ações Feministas com as reflexões da professora mestra em Educação, Luana Tolentino, cuja trajetória de vida também carrega mágoas políticas com o feminismo hegemônico.

O Seminário acontece em 20 de setembro, sexta-feira, às 19h, no salão principal da Casa do Jornalista. Em seguida, vai ser lançado o livro-reportagem “Sou mulher e não mereço ser violentada” (Editorial Letramento), organizado pela jornalista Maura Eustáquia de Oliveira. Luana Tolentino conheceu, muito cedo, ainda no jardim de infância, "de forma dura e violenta" o significado de ser negro numa sociedade racista. 

Ao longo da vida, essa violência foi reiterada de várias maneiras. É sobre esta experiência - o significado de ser uma mulher negra no Brasil, que a pesquisadora do  Grupo de Pesquisa Letras de Minas/UFMG e do Núcleo de Estudos Interdisciplinares da Alteridade/UFMG (NEIA) e autora do livro “Outra Educação é possível: feminismo, antirracismo e inclusão em sala de aula” (Mazza Edições, 2018), agora feminista e engajada na questão da possibilidade de uma educação inclusiva, vai  falar em Leituras e Ações Feministas.  

Após o Seminário as 21hs, acontece o lançamento do livro-reportagem “Sou mulher e não mereço ser violentada” (Editorial Letramento), organizado pela professora e ativista do Movimento QANM,  Maura Eustáquia de Oliveira, sobre histórias e narrativas de mulheres mortas, mutiladas, tripudiadas, reduzidas a objetos sexuais.

Localização
Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Minas Gerais - Salão principal da Casa do Jornalista
Av. Álvares Cabral, 400, Centro
Centro-Sul
Data
a
O Seminário acontece em 20 de setembro, sexta-feira, às 19h, no salão principal da Casa do Jornalista. Em seguida, vai ser lançado o livro-reportagem “Sou mulher e não mereço ser violentada” (Letramento Editora), organizado pela jornalista Maura Eustáquia de Oliveira. 
Entrada
Gratuito
PROMOÇÃO
Movimento Feminista Mineiro Quem Ama Não Mata (QANM)
REALIZAÇÃO
Movimento Feminista Mineiro Quem Ama Não Mata (QANM)